dedico-te a ti que foste o unico homem que eu de facto amei e continuo a amar apesar de tudo

Ao Unico Homem que eu de facto amei e ainda continuo a amar apesar de tudo…
Esse Homem que se arremessa, frio
E seco em meus braços, e nos seios
Me arrebata e me beija e balbucia
Versos, votos de amor e nomes feios.

Esse Homem, flor de melancolia
Que se ri dos meus pálidos receios
O único entre todos a quem dei
Os carinhos que nunca a outro daria.

Esse Homem que a cada amor proclama
A miséria e a grandeza de quem ama
E guarda a marca dos meus dentes nele.

Esse Homem é um mundo! – um cachorro
Talvez… – mas na moldura de uma cama
Nunca Homem  nenhum foi tão belo!

 

 

(Vinícius de Morais)(por mim adaptado e dedicado ao unico homem que amei na vida, apesar de tudo..)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: